Diego
Gilvan de Sousa/Flamengo

Quando um jogador assina com o Flamengo, ao mesmo tempo, está assinando contrato com a pressão do clube. Isso aumentou consideravelmente com os resultados nas últimas temporadas, com títulos e um elenco forte, considerado o melhor da América do Sul. Nesse sentido, o meia Diego Ribas, que chegou no rubro-negro em plena transição de reorganização financeira comentou sobre a pressão de jogar no clube.

Em entrevista ao canal no youtube “desimpedidos”, o meia, que está em seu último ano no clube, fez um alerta sobre as fortes cobranças:

“Isso existe (a pressão). Vai mudar muito a forma como você encara tudo isso. Em uns lugares são mais, em outros, menos. Definitivamente no Brasil, de todos os clubes em que joguei, é o lugar em que isso mais exige. Essa cobrança, essa pressão, e, em alguns momentos, exagerada. Eu sempre procuro me posicionar, com respeito, com amor, mas alertar: ‘cuidado com a direção que isso está tomando’. Isso pode encerrar e prejudicar muitas carreiras”, disse Ribas, que continuou…

“Durante a minha vida, o atleta de alto rendimento, ele tem que saber lidar com isso, com pressão e cobrança, mas concordo que tem sido um problema, que acredito de uma insatisfação constante. ‘Queremos ser campeões’. Ganhou? ‘Queremos o outro também, e o outro também’. Chega um momento em que você se torna refém das suas conquistas”, completou.

Diego Ribas conquistou 10 títulos com a camisa do Flamengo: 4 cariocas, 2 brasileiros, 2 supercopas do brasil, uma libertadores e uma Recopa sulamericana. Em 2022, o jogador pode encerrar sua passagem com mais duas conquistas: A libertadores e a Copa do Brasil, onde o rubro-negro está na final em ambas.

Twitter: @diego_alarconf

Comentários do Facebook