Foto: Flamengo

O Atlético-MG superou o Flamengo e se consagrou o campeão da Supercopa do Brasil. Depois de um empate por 2 a 2 no tempo normal, o Galo venceu o jogo nos pênaltis por 7 a 6. Foram 24 cobranças até que o placar fosse definido.

A equipe do Flamengo que estava bem postada por Paulo Sousa durante quase todo os 90 minutos, perdeu a identidade após o treinador substituir Bruno Henrique por Diego e outras substituições que não foram felizes. No geral, parece que o novo Mister tem uma estrutura tática montada já para o time e algumas peças bem bacanas para a temporada. Vamos às análises:

| Hugo – O que eu sempre escrevo nas análises do Hugo é que ele é um bom goleiro mas peca na falta de segurança. Hoje foi exemplo em falhas básicas que precisa ser melhoradas e treinadas  pela comissão. Hugo acertou todas as bolas nos 5 primeiros pênaltis e não pegou nenhum. 5,0

| David Luiz – Que bela partida durante os 90 minutos. Foi seguro e comandou o sistema defensivo, conseguiu segurar bem o Hulk e no único lance quando não estava marcando o atacante do Galo, tomamos o gol. 6,0

| Rodinei – Parece que é o novo lateral titular do Flamengo. Fez boas ultrapassagens e tabelas com Arrascaeta e Gabigol, além de uma boa imposição física para atacar e defender. 6,5

| João Gomes – Para mim, foi o melhor jogador do Rubro-Negro em campo mais uma vez. Além de ir bem nas destruições de jogadas, foi construtor e somou com as peças ofensivas quando atuava de 2º volante. João tá evoluindo muito. 6,5

| Arrascaeta – O maior erro foi ter tirado o camisa 14. O articulador foi o responsável por comandar o meio-campo do Flamengo e armar as principais jogadas, ao tirar o Everton e o Arrasca, o time ficou estático. Arrascaeta foi fundamental para a virada do Flamengo no segundo tempo. 7,0

| Bruno Henrique – Incomodou a zaga do Galo com a sua velocidade e força. BH é diferente e necessário até para o Gabigol funcionar de fato. 7,0

| Gabi  – Apesar do gol, Gabriel não fez uma boa partida. Perdeu gols que seriam decisivos (como sempre) e não fez grandes movimentações como de costume, além de ter ido muito mal tecnicamente. 6,0

A derrota ficará como experiência para o Paulo Sousa. O novo treinador precisa ter o conhecimento do elenco nas mãos e acho que, a partir de hoje, ele sabe em quem pode confiar e saberá manusear algumas peças de forma melhor.

No total, Flamengo e Atlético-MG cobraram 24 pênaltis. Nove erraram. Os flamenguistas que desperdiçaram foram Vitinho, Hugo Souza, Fabrício Bruno, Matheuzinho e Willian Arão. Agora o Mais Querido volta a campo na próxima quarta, contra o Botafogo.

Comentários do Facebook