Foto: Alexandre Vidal/CRF

Uma confusão envolvendo vários integrantes de Palmeiras e Flamengo aconteceu neste domingo (11), em Brasília, na decisão da Supercopa do Brasil. A discussão aconteceu no túnel que liga os vestiários e o campo. Muitos jogadores reservas do Fla saíram do banco para ver o ocorrido.

Segundo informações do jornalista Pedro Ivo Almeida, a confusão começou quando o auxiliar técnico do Palmeiras João Martins, que havia sido expulso de campo, passou pelo túnel de acesso e provocou os dirigentes do Flamengo.

“Levem logo a taça”, disse o alviverde para o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, que aguardava os minutos finais da partida. O rubro-negro, por sua vez, não gostou do que ouviu e rebateu a provocação. O diretor executivo Bruno Spindel, também rebateu Martins ofensivamente.

Ao se aproximar do auxiliar de Abel e aumentar o tom da voz, dois seguranças do Palmeiras não gostaram do tom do dirigente flamenguista e se envolveram no tumulto. Na confusão, Martins e Braz trocaram socos. Os seguranças também participaram das agressões. Atingido, Braz escorregou na escada do túnel e caiu; no mesmo momento, seguranças do clube carioca se aproximaram. No chão, ele foi novamente atingido.

O vice-presidente do Flamengo foi levantado enquanto atletas, seguranças e dirigentes de ambos os times trocavam empurrões e mais socos. Numa confusão generalizada, funcionários do estádio Mané Garrincha e do estafe da CBF conseguiram apartar a briga e acalmar os ânimos dos envolvidos.

Enfim, a treta!

SRN

@shayennefurtadoreal

Quer receber as notícias do Mengão em seu celular? É fácil, basta clicar aqui para mandar mensagem no whatsapp. Se quiser salvar nosso contato manualmente: (21) 97657-1598. Ou se preferir, entre no nosso grupo do Telegram: Clique para ir ao Telegram