Na mira do Arsenal-ING, o zagueiro Pablo Marí não esteve presente no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo. O elenco se reapresentou na manhã de hoje (28) e o espanhol foi a baixa da atividade.

O jogador ainda tenta desenrolar a sua transferência para o clube inglês, visto que esse é o seu desejo e de seus familiares. O Fla, no entanto, não pretende facilitar as coisas. As partes conversam e tentam aparar as arestas e entendem que a rodada de negociações desta terça será fundamental.

Foto: Flamengo

O entrave ainda é o modelo do negócio. Ao passo que os londrinos querem um empréstimo com uma possível promessa de compra no meio do ano, o Flamengo tenta se cercar das garantias, já que uma cessão apenas temporária é descartada na Gávea. Como a janela inglesa fecha na sexta (31), o tempo é inimigo para o desembarque do defensor na capital inglesa.

O Arsenal não tem dinheiro em caixa, embora tenha acenado com uma aquisição por volta dos R$ 46 milhões em um primeiro momento. Marí realizou os exames no clube, mas voltou ao Rio após a transação esfriar. Uma das possibilidades seria dar ao rubro-negro as garantias de 15 milhões de euros (R$ 69,6 milhões) na metade do ano. O Arsenal perdeu Mustafi, lesionado, e precisa de uma reposição com urgência. Há, no entanto, receio de que o espanhol não se adapte e acabe se tornando um “mico” na Inglaterra. Marí estava no La Coruña e foi trazido por R$ 5,5 milhões pelos rubro-negros.

Comentários do Facebook