Foto: Flamengo

No primeiro jogo das finais do Cariocão, o Flamengo perdeu para o Fluminense por 2 a 0 na noite da última quarta-feira (30), no Maracanã. Com o resultado, a equipe Rubro-Negra  terá que vencer a segunda partida por três gols de diferença. Depois do embate, Filipe Luís conversou com a imprensa e admitiu que ainda falta ‘química’ no sistema de jogo da equipe.

— Sempre, na minha opinião, é mais fácil destruir do que construir. Você pega um grupo de pessoas, junta na área e começa a chutar e não é fácil. Ainda mais um time muito qualificado como é o do Fluminense, com jogadores que sabem defender, como é o Luccas Claro, o Nino que nem jogou, por exemplo, o Felipe Melo, sabem defender, sabem sofrer, jogar sem a bola. É sempre mais fácil jogar assim — falou, antes de prosseguir:

— Nosso time ele consegue chegar, criar chances, mas como falei, talvez não esteja sendo avassalador como a torcida espera, aquela chuva de ocasiões, de chances. Talvez ainda falte um pouco de química nesse sistema, que a gente está encaixando. Mas só o tempo, mais jogos e mais finais pra poder reverter, e vir aqui dar entrevista com a cara feliz — admitiu.

Agora, o Flamengo precisa vencer por três gols de diferença para ficar com o título do Carioca. O duelo derradeiro da competição será neste sábado (02), às 18h (horário de Brasília), no Maracanã. A partida terá exibição da TV Record, em canal aberto.

VEJA MAIS

Análise pós-jogo: Flamengo 0x2 Fluminense – Afinal, de quem é a culpa?

SRN

Twitter: @pabloraphaelrua

Comentários do Facebook