O Flamengo mais uma vez faz história e é tricampeão da América. O Mengão venceu o Athletico-PR por 1 a 0, no Estádio Monumental de Guayaquil. O gol do título rubro-negro foi marcado por Gabigol (sempre ele), consolidando ainda mais o nome do camisa 9 um dos maiores nomes da história do clube. No geral, não foi uma grande atuação do coletivo, mas o suficiente para levar o TRI para a Gávea. Vamos às análises:

| Santos – Foi seguro quando precisou ser acionado. Uma das contratações mais necessárias e certeira que o clube fez, Santos vai agregar muito e por muito tempo, o gol do Flamengo. 7,0

| Rodinei – Mais uma boa partida do lateral que se reinventou nesta temporada. Rodi dá um suporte ofensivo muito bom para o Fla, e isso fez o Everton voltar a ter boas atuações também. O clube vai propor renovação para o camisa 22. 7,5

| David Luiz/Léo Pereira – Mais uma boa atuação da dupla defensiva. Léo e David se completam, e isso ajuda o Flamengo a ter uma boa recomposição física e uma boa saída defensiva. Seguraram bem o ataque do CAP, não deixaram Vitor Roque jogar. 7,5

| Ayrton Lucas – Costumo sempre elogiar a regularidade do Ayrton nas análises. Além de ter uma ótima explosão, não deixa a desejar na recomposição e marcação. Provocou uma expulsão por conta da sua ótima velocidade. 8,0

| Thiago Maia – Em determinados momentos estava atuando como líbero, entre os zagueiros. Após a expulsão do jogador do CAP, começou a jogar mais entre as linhas dos meias e ajudou bem mais na construção com o seu passe refinado. Maia foi um jogador fundamental nessa campanha de título. 7,0

| Everton Ribeiro – Mágico! Everton foi mais uma vez o grande jogador do Flamengo na final. O que mais me impressiona é a facilidade de drible e criatividade do camisa 7, que é extremamente técnico e habilidoso. Vida longa ao capitão! 8,5

| Arrascaeta / Pedro – Estavam muito marcados e não conseguiram demonstrar um grande futebol. No entanto, foram importante taticamente para a equipe. Pedro segurando a atenção dos zagueiros do CAP para o Gabriel marcar o gol, e Arrasca auxiliando o Everton na construção do meio-campo. 6,5

| Gabigol – O Flamengo tem 4 gols em finais de Libertadores de 2019 para cá, os 4 foram do Gabigol. A Libertadores tem nome e sobrenome, e se chama Gabriel Barbosa. O atacante mesmo não fazendo uma grande atuação, apareceu na hora certa e no momento certo para marcar e deixar mais uma vez a sua marca. 8,0

Esse título do Flamengo tem muito o dedo do Dorival. O treinador que resgatou o bom futebol do time e deu confiança aos atletas, foi fundamental no encaixe tático do time. Mesmo quando o time não faz uma grande atuação, consegue também sofrer e errar pouco e isso não é para qualquer um, é um time muito bem treinado.

Comentários do Facebook