ministro
Reprodução

A um mês da final da Libertadores , o palco da decisão do torneio entre Flamengo e Athletico-PR segue gerando polêmica. A cidade-sede Guayaquil vive onda crescente de violência, e rumores sobre uma possível troca do estádio surgem. Contudo, segundo o ministro de esportes do Equador, Sebastian Palacios, o Monumental de Guayaquil segue como campo do jogo.

“Temos trabalhado em estreita colaboração com a Conmebol e mantemos contato permanente. Guayaquil é a sede. Não vamos dar espaço para rumores”, escreveu Sebastian, no Twitter, em resposta a um jornalista equatoriano que o questionou sobre o assunto.

A crise em Guayaquil é causada pela guerra do narcotráfico no país. De acordo com as autoridades locais, de janeiro a agosto deste ano, mais de 850 pessoas foram assassinadas. O Governo do Equador, inclusive, decretou estado de exceção, que é a suspensão de direitos e garantias constitucionais, até o dia 14 de outubro.

Twitter: @diego_alarconf

Comentários do Facebook