Sabemos que Torrent não era a primeira opção de Marcos Braz, após uma semana de busca de um técnico que mantivesse a metodologia europeia no clube, Domé foi o escolhido e será anunciado em breve pelo rubro-negro.  Algo que também já sabemos bem, é que o Catalão foi auxiliar do Guardiola por mais de 10 anos, foram mais de 20 títulos e o inesquecível barça ‘’tiktak’’ de  2008 a 2012. Pois bem, acho que a torcida continuará vendo um futebol bonito e ofensivo, vide que a diretoria se preocupou em manter mais o estilo de Jesus, e não em grife do técnico. Vamos às análises:

Características: As características de Pep vão em direção do que o Torrent  quer do futebol, e vice-versa. Toque de bola e marcação alta são as principais armas usadas pelos treinadores que usam geralmente a formação 4-2-3-1. Os times tendem a tocar a bola sem muita pressa, busca envolver e cansar o adversário, fazendo com que a bola corra.

Diferenças de Jesus: A diferença maior é no comportamento dentro de campo, Torrent é bem mais calmo que Jesus. Em termos táticos, os times do JJ exploravam mais o lado físico do jogador, já que era necessário agredir a bola a todo estante, enquanto os times do Catalão, explora mais o lado técnico, será necessário que todos os jogadores tenham a confiança de pegar a bola, fazer uma virada de jogo quando necessário e até uma enfiada entre os zagueiros adversários. Talvez veremos um Flamengo que não corra tanto, mas que envolva ainda mais os times.

Ofensividade: Os toques de bola e o famoso ‘’tiktak’’ será visto no Flamengo, mas diferente dos times do Diniz, por exemplo, que por vezes tem uma posse de bola maior mas acaba sendo derrotado fazendo poucos gols, os times de Dome, fazem muitos gols. Em sua última passagem na MLS foram mais de 106 gols feito no campeonato. Agora com um time que ele possa equilibrar bem a defesa e o ataque, esse número de gols, será superior. Em minha opinião, ainda será comum ver placares elásticos em algumas partidas do Flamengo este ano.

Por fim, é claro que não será o mesmo time de 2019, haverá tempo para que o time tenha a cara do treinador, talvez não veremos também as mesmas invencibilidade e números de Jesus, já que foi algo totalmente fora da curva aqui no Brasil. Merecia uma chance para treinar um time grande como técnico, tenho certeza que Domenèc fará o melhor possível para manter o mesmo padrão dos melhores times que ele trabalhou como auxiliar, o treinador não encontrará um time desorganizado ou precisando de reforços, então, manter um padrão de gestão e pensamentos, já fará esse time jogar bola no mesmo nível.