Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O Atlético Mineiro enviou à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ao Ministério Público e ao Clube de Regatas Flamengo, um ofício solicitando reforço na segurança do jogo entre as duas equipes, no próximo dia 13 de julho, às 21:30h, no Maracanã. As informações são do portal UOL Esportes.

No documento, o Galo anexou prints de ameaças feitas por torcedores Rubro-Negros nas redes sociais como argumento. Vale lembrar que Gabigol, após a derrota na primeira partida, afirmou que os atleticanos iriam “conhecer o que é pressão o que é inferno”. Essa frase, inclusive, levou a Diretoria do clube mineiro a pedir punição ao atacante no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STDJ).

Na partida pela Copa do Brasil, o Galo entra com a vantagem do empate por ter vencido o Mais Querido por 2 a 1. Como não existe mais o critério de gol qualificado, se o Flamengo vencer por um gol de diferença, a decisão da vaga para as quartas de final será decidida nos pênaltis.

SRN

Sílvia Lima

Comentários do Facebook