A arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira no empate de 0 a 0 do Flamengo com Athletico-PR, na última quarta-feira (27), tem dado o que falar. Além de gerar diversas polêmicas e irritar torcedores e dirigentes de ambos os times, foi questionado até pelo volante Andreas Pereira, que saiu do clube no final de junho, rumo ao Fulham (ING).

Através do Instagram, o meio-campista classificou detonou: “Esse árbitro é ridículo. Tudo e todos contra o Mengão”, disse Andreas. O jogo foi no Maracanã e válido pela ida das quartas de final da Copa do Brasil, torneio que dá premiação alta e, em caso de título, garante vaga na Libertadores do ano seguinte.

Os rubro-negros ficaram na bronca com o árbitro paulista por algumas questões. Há, por exemplo, a compreensão de que o cartão amarelo para Thiago Maia foi exagerado, assim como a expulsão de David Luiz, que recebeu vermelho direto. Como o volante estava pendurado, já são suas duas baixas confirmadas para a partida da volta, daqui a três semanas.

Flamengo
Marcelo Cortes/CRF

Relato do árbitro em súmula pode penalizar o Flamengo

O jogo de ida pela Copa do Brasil ontem (27) no Maracanã, terminou empatado em 0 a 0 e o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, registrou na súmula: tumulto generalizado na torcida Rubro-Negra, sinalizadores, além de um xingamento do zagueiro David Luiz, expulso no fim do confronto. As informações são do UOL Esportes.

O juiz explicou que expulsou o defensor do Flamengo por conta de gestos e “por fazer um movimento de tapa no ar com a palma da mão aberta, proferindo as seguintes palavras: vai tomar no c…”. Disse ainda que paralisou o jogo por identificar na arquibancada sinalizadores acesos e acrescentou que dois copos com “líquido não identificado” foram arremessados ao campo. Após o apito final, a equipe de arbitragem também visualizou “um tumulto generalizado entre torcedores do Flamengo”.

SRN

Twitter: @pabloraphaelrua

Comentários do Facebook