Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

De todos os quase 400 jogos da carreira de Gabigol, 22 partidas foram contra o Palmeiras, adversário deste sábado (27), às 17 horas, pela final da Libertadores. Dessa forma, o camisa 9 do Flamengo balançou as redes do alviverde em 11 oportunidades, sendo assim, um trunfo para a conquista do Tri Campeonato da América, no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Nesse sentido, em toda a carreira de Gabigol, o atacante jogou mais vezes contra o time paulista quando estava pelo Santos. Assim, dos 11 gols, seis foram com a camisa do alvinegro praiano. Pelo Mais Querido, em apenas quatro jogos Gabi marcou cinco vezes, possuindo uma média de mais de um gol por partida. Além disso, ele é o artilheiro deste duelo no século.

Acostumado a decidir com o manto sagrado, diante da sua maior vítima na carreira, Gabigol busca mais um título da Libertadores pelo Fla. Em 2019, Gabigol fez história ao marcar dois gols nos minutos finais contra o River Plate, em Lima, no Peru, trazendo a “Glória Eterna” depois de  38 anos. Agora, dois anos depois, o Flamengo novamente tem a chance de fazer história na maior competição da América do Sul.

Por fim, Renato Gaúcho deve ter todos os jogadores a disposição na grande decisão na tarde deste sábado, no Uruguai. Nesse ínterim, Arrascaeta pode voltar ao time titular e reeditar o quarteto responsável pelas maiores conquistas recentes do Mengo. Com o artilheiro do Brasil na temporada, com 32 gols, o Fla deposita as esperanças para mais um título da Liberta.

Twitter: @Victor_Andrade4.

 

Comentários do Facebook