Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Após levar três gols no clássico contra o Fluminense, a defesa do Flamengo volta a ser o centro das atenções. Recentemente, tanto Léo Pereira e Gustavo Henrique falharam nos últimos jogos do rubro-negro. Dessa forma, o clube se tornou o décimo colocado no ranking entre os clubes menos vazados da temporada. Além disso, a média de gols sofridos do Fla é maior do que de rivais como o Palmeiras, adversário na final da Libertadores, e Atlético-MG, líder do Brasileirão e virtual finalista da Copa do Brasil.

Foram 53 gols sofridos e uma média de 0,88 por partida da defesa do Flamengo. Nesse sentido, o Mais Querido passou apenas 40% dos 60 jogos sem que a zaga fosse vazada. As defesas mais sólidas da temporada são as do Atlético-MG e Atlético-GO, com 36 tentos sofridos em 61 e 53 jogos respectivamente. A média da equipe mineira é de 0,59 por jogo. O Cuiabá, com 40 tentos, e o América-MG fecham o G-4 entre os destaques defensivos de clubes da Série A 2021.

Em seguida, aparece as defesas do Fortaleza (46), Corinthians (47), Ceará (48), Sport (49) e Internacional (52), todas à frente do Flamengo no ranking defensivo geral da temporada.

 

Por outro lado, apesar dos números defensivos, o Flamengo sobra no ataque em relação aos rivais. São 133 gols marcados contra 105 do Atlético-MG, segundo colocado no ranking. Por isso, o Rubro-Negro é a equipe com melhor saldo geral na temporada – 80 no total, contra 69 do Galo.

Por fim, com números a favor e contra, o Flamengo encara o Athletico-PR nesta quarta-feira (27) pelo jogo da volta da Copa do Brasil. Após empatar em 2 a 2 em Curitiba, o rubro-negro tem os retornos de Gabigol e Bruno Henrique para tentar chegar a final. Assim, às 21:30 (horário de Brasília) no Maracanã, Renato Gaúcho tem a primeira decisão no comando do Fla.
Comentários do Facebook