A Caixa Econômica Federal não deve ceder gratuitamente o terreno do Gasômetro para a construção do novo estádio Rubro-Negro, apesar dos apelos do prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes. As informações são da NetFla.

Segundo a presidente do Banco, Daniella Marques, o plano é vender o ativo ou fazer algum tipo de transação imobiliária. Uma das soluções, segundo fontes, seria o banco ceder o terreno negociando com o Clube da Gávea, ganhos com bilheteria, direito de transmissão nos jogos e venda de jogadores. Mas, tudo isso, conforme explicações da Caixa, dependeria de um estudo de viabilidade técnica e financeira, dentro das normas de governaça do banco.

O Plano da CEF é acelerar o estudo de viabilidade financeira e, vale lembrar que, além disso, o Governo Federal sinalizou que pode abrir mão de uma área das Forças Armadas, próxima ao Gasômetro.

SRN

Sílvia Lima

Comentários do Facebook