Não era mesmo um bom dia para o torcedor do Flamengo. Num sábado em que o clube jogou duas vezes, as duas partidas deixaram a desejar. Depois do time principal empatar (1 a 1) no amistoso com o Orlando City, nos Estados Unidos, a equipe alternativa também ficou na igualdade diante da Portuguesa, pelo Carioca, em Natal. Com o agravante de não terem saído gols no duelo e de a atuação ter sido mais decepcionante do que a do grupo principal.

Pior para o torcedor potiguar, que tem poucas oportunidades de assistir ao Flamengo e, quando a teve, recebeu um time formado em sua maioria por jogadores do sub-20. O que eles viram foi uma equipe taticamente confusa e sem brilhos individuais. Não perdoaram e vaiaram os jogadores ao apito final.

A Portuguesa conseguiu criar um pouco mais que os rubro-negros. Finalizou oito vezes, sendo três na direção da meta de Matheus Cunha. Já o time de Mário Jorge não conseguiu acertar uma conclusão sequer. Todas as cinco foram para fora.

Chamou atenção o fato do Flamengo ter utilizado três jogadores que estão sendo negociados: Matheuzinho (alvo do Botafogo), Thiago Maia (Internacional) e Petterson (Athletico). Destes, o último foi quem mais esteve perto de ser considerado um destaque do time. Criou algumas jogadas e deu um pouco de trabalho para a Portuguesa.

O empate levou o Flamengo aos cinco pontos, o que deixa o time na sétima colocação do Carioca. O jogo deste sábado foi o último do time alternativo, que representou o clube no torneio por duas rodadas. Na próxima quarta-feira, o grupo principal volta a campo para enfrentar o Sampaio Corrêa, no Mangueirão, em Belém.