festa
Foto: Paula Reis / Flamengo

O próximo sábado reserva grandes emoções para o torcedor do Flamengo. Isso porque o time jogará a final da Taça Libertadores da América, contra o Athletico-PR, no estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guayaquil, no Equador. Contudo, esse jogo é causa de preocupação em caso de vitória rubro-negra, por parte do Tribunal eleitoral do Rio, que enviou um ofício com um pedido inusitado a Rodolfo Landim.

A princípio, o desembarque da delegação carioca após a partida, será no domingo, justamente, dia das eleições. Nesse sentido, de olho na possibilidade de festa caso conquiste o Flamengo conquiste o título, o desembargador Elton Leite, presidente do TRE-RJ, pediu ao mandatário Rubro-negro, uma “Colaboração para a pacífica realização do segundo turno da eleição de 2022”. Com isso, o magistrado classifica como “gravíssimo risco” para o sistema eleitoral, a volta da delegação rubro-negra, prevista para acontecer no mesmo dia das eleições. Além disso, o TRE tem medo das manifestações políticas em meio a festa, o que poderia causar brigas e confusões.

Vale destacar, que segundo as forças de segurança pública do Rio, o desembarque do Fla em caso de título, pode causar tumulto e impedir a atuação e o deslocamento de pessoas envolvidas no processo eleitoral, bem como dos eleitores.

Flamengo x Athetico se enfrentam no próximo sábado, como mencionado no começo da matéria. A partida será disputada às 17h, no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guayaquil, no Equador. O Flamengo luta pelo TRI campeonato da competição continental.

Twitter: @diego_alarconf

 

 

 

Comentários do Facebook