Muricy Ramalho tem identificação muito forte com o São Paulo. Mas foi no Flamengo que ele decidiu encerrar a carreira à beira do campo após uma série de problemas de saúde. Ele teve uma curta passagem pelo clube, no primeiro semestre de 2016. Em entrevista ao apresentador Benjamim Back, ele falou sobre sua passagem pelo clube e decisão de encerrar a carreira.

“No Flamengo eu tive um problema sério, fui duas vezes para a UTI. É terrível, um quarto fechado, que não tem ninguém, só aparelho piscando e fazendo barulho”, lembrou Muricy, em entrevista ao Benja, em seu canal no Youtube.

“E você pensa: não vi minha filha nascer, não vi meu pai ser enterrado, não criei meus filhos, perdi todos os aniversários. E foi o maior contrato que eu fiz na minha carreira, no Flamengo . Aí larguei, cara. Não quero esse dinheiro. Daqui a pouco eu vou morrer, então não quero isso”, contou o ex-treinador.

“Foi uma decisão dura para caramba, do jeito que eu era pilhado, contrato ótimo. Foi a melhor coisa que eu fiz na minha vida”, disse Muricy, que garante não sentir falta da rotina de ser técnico. “Não tenho saudade, porque tudo que eu precisava fazer eu larguei lá dentro. Deixei tudo, fui convidado várias vezes, mas não quero”.