Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Na manhã desta quarta-feira (24), a delegação Rubro-Negra desembarcou em Montevidéu, onde irá disputar a final da Libertadores contra o Palmeiras, no próximo dia 27. Nesse sentido, alguns integrantes da diretoria tem dado entrevistas às vésperas da decisão, como foi o caso do vice de futebol, Marcos Braz. O dirigente revelou que teria deixado o seu cargo no Mais Querido caso o clube conquistasse o título do Mundial de 2019.

Em sua fala, Braz deixou deixou claro que a competição é o grande objetivo dele como dirigente do Flamengo: “Meu sonho é ser campeão do mundo. Bati na trave. E, se tivesse sido campeão, eu tinha saído do Flamengo”, disse o vice-presidente de futebol ao portal GE.

Vale ressaltar que na ocasião, o Flamengo se classicou para o torneio ao ganhar do River Plate na final da Libertadores. Nesse sentido, disputando o Mundial de Clubes, a equipe Rubro-Negra venceu Al-Hilal, por 3 a 1, e foi derrotado para o Liverpool na decisão, com a partida sendo decidida na prorrogação.

Agora, o Flamengo está a um passo de retornar ao torneio. No entanto, a equipe comandada por Renato Gaúcho terá que bater o Palmeiras na decisão da Libertadores de 2021. A partida será realizada neste sábado (27), às 17h (de Brasília), no Estádio Centenário, em Montevidéu.

SRN

Twitter: @dioguinho_fb

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui