Foto: Divulgação/ TV Globo

Deu ruim para a Globo. A Conmebol, entidade que organiza a Libertadores, vetou a entrada de qualquer profissional da Globo no Estádio Centenário, no Uruguai, palco da final da Copa Libertadores, que será disputada no próximo sábado (27/11). A emissora carioca preparava uma cobertura especial de dentro do estádio no próximo sábado, que iria começar no Sport TV às 14h30.

A medida é consequência da exibição “pirata” de uma coletiva de imprensa do técnico Abel Ferreira, do Palmeiras. A exibição foi feita no programa Troca de Passes, da SporTV, após a classificação do Palmeiras para a final graças a um empate com o Atlético Mineiro, no dia 28 de setembro em Minas Gerais. Por causa disso, a emissora não teve nenhuma credencial aprovada para as decisões da Sul-Americana e da Libertadores.

De acordo com informações do Notícias da TV, a Conmebol tomou a medida porque, por contrato, é proibida a exibição de coletivas ao vivo de seus torneios por empresas que não têm os direitos de transmissão dos jogos. Ainda de acordo com o Notícias da TV, o veto teria causado um grande mal-estar à emissora.

Sem a Globo, Flamengo x Palmeiras terá a transmissão do SBT

Flamengo e Palmeiras se enfrentam no próximo sábado em duelo válido pela final da Libertadores, no próximo dia 27. O Mais Querido luta pelo TRI do campeonato, enquanto o time Paulista tenta defender título conquistado em 2020 sobre o Santos. Ambas os times são os atuais campeões da competição. A transmissão será exclusiva do SBT e Fox Sport.

A delegação rubro-negra desembarcou em Montevidéu no fim da manhã de quarta-feira para a decisão de sábado, contra o Palmeiras, às 17 horas (de Brasília), no Centenário. Na parte da tarde, Renato Gaúcho comandará treinamento no estádio Campeón del Siglo, que pertence ao Peñarol.

SRN
Comentários do Facebook