Foto: Divulgação/ TV Globo

Deu ruim para a Globo. A Conmebol, entidade que organiza a Libertadores, vetou a entrada de qualquer profissional da Globo no Estádio Centenário, no Uruguai, palco da final da Copa Libertadores, que será disputada no próximo sábado (27/11). A emissora carioca preparava uma cobertura especial de dentro do estádio no próximo sábado, que iria começar no Sport TV às 14h30.

A medida é consequência da exibição “pirata” de uma coletiva de imprensa do técnico Abel Ferreira, do Palmeiras. A exibição foi feita no programa Troca de Passes, da SporTV, após a classificação do Palmeiras para a final graças a um empate com o Atlético Mineiro, no dia 28 de setembro em Minas Gerais. Por causa disso, a emissora não teve nenhuma credencial aprovada para as decisões da Sul-Americana e da Libertadores.

De acordo com informações do Notícias da TV, a Conmebol tomou a medida porque, por contrato, é proibida a exibição de coletivas ao vivo de seus torneios por empresas que não têm os direitos de transmissão dos jogos. Ainda de acordo com o Notícias da TV, o veto teria causado um grande mal-estar à emissora.

Sem a Globo, Flamengo x Palmeiras terá a transmissão do SBT

Flamengo e Palmeiras se enfrentam no próximo sábado em duelo válido pela final da Libertadores, no próximo dia 27. O Mais Querido luta pelo TRI do campeonato, enquanto o time Paulista tenta defender título conquistado em 2020 sobre o Santos. Ambas os times são os atuais campeões da competição. A transmissão será exclusiva do SBT e Fox Sport.

A delegação rubro-negra desembarcou em Montevidéu no fim da manhã de quarta-feira para a decisão de sábado, contra o Palmeiras, às 17 horas (de Brasília), no Centenário. Na parte da tarde, Renato Gaúcho comandará treinamento no estádio Campeón del Siglo, que pertence ao Peñarol.

SRN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui