Arana-Atlético-MG-Supercopa-Flamengo
Foto: Divulgação

O Flamengo foi derrotado na noite de ontem (22) pelo Atlético-MG por 2 a 1, na partida de “ida” das oitavas de final da Copa do Brasil. O árbitro do jogo, Luiz Flávio de Oliveira, deixou de mencionar, na súmula da partida, os cantos homofóbicos e misóginos. As informações são do UOL Esportes.

Vale lembrar que a partida chegou a ser paralisada por contas das músicas preconceituosas destinadas aos Rubro-Negros. Por outro lado, o juiz não deixou de relatar os arremessos de objetos vindo de torcedores atleticanos durante o confronto como: um isqueiro e um ferro com porca rosqueada e uma ruela.

Luiz Flávio de Oliveira também  colocou, no documento oficial do jogo, ofensas proferidas  por Luiz Cláudio Cotta da Silva, chefe da Delegação carioca, no intervalo da partida. O juiz alegou ter ouvido, durante o acesso aos vestiários, que “ninguém vai roubar o Flamengo não, c…”.

No próximo sábado ( 25) o Mais Querido entra em campo contra o Atlético-MG, às 19h, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo ocupa a 14° colocação na tabela, com os mesmos 13 pontos da equipe mineira que está na 16° posição, uma antes da zona de rebaixamento.

SRN

Sílvia Lima

LIVE hoje, às 20h, no portal URUBU INTERATIVO. Participe!

Comentários do Facebook