Divulgação Flamengo

Apesar de já ter levantado duas taças nessa temporada, a zaga rubro-negra levou algumas críticas para casa. Gustavo Henrique e Léo Pereira são os dois reforços mais recentes para o sistema defensivo do Flamengo e alvos da maior parte das contestações.

Rodrigo Caio está um tanto quanto “inocentado” dessas críticas, pois não participou de muitos jogos na temporada e contém uma enorme moral com a torcida. O camisa 3 do Flamengo já teve duas lesões nesse ano, uma no joelho direito e uma na coxa esquerda, o zagueiro não deve ser problema para a final da Recopa.

Gustavo Henrique foi o defensor que mais jogou em 2020, mas ainda não teve uma exibição de destaque. Vindo do Santos totalmente de graça, o camisa 2 parece ainda se encaixar no esquema tático de Jorge Jesus, assim como o Léo Pereira, reforço vindo do Athletico-PR.

Mas ainda é muito cedo para qualquer contestação, a equipe principal não chegou nem a um mês de trabalho na temporada. Talvez a palavra-chave seria tempo e entrosamento, algo que não se consegue de um dia para o outro. O Flamengo de 2019 foi caracterizado por uma zaga sólida e segura, algo que com certeza, o Mister não espera ser diferente para atual temporada. É necessário que haja mais paciência para nova dupla de zaga rubro-negra.

*Este texto não reflete necessariamente a opinião do Urubu Interativo*

Comentários do Facebook