Não é de agora que vemos os torcedores rivais mais felizes com a derrota do Flamengo, do que com a do próprio time. Campeão da Flórida Cup, Campeonato Carioca, Libertadores e o Campeonato Brasileiro, a temporada 2019 foi perfeita para o Rubro-negro, e só não foi mais pois perdeu a final do Mundial de Clubes por 1 a 0 para o Liverpool.

Os rivais no Rio de Janeiro não venceram absolutamente nada que disputou em 2019. Logo no início do ano, o Flamengo conquistou o torneio de pré-temporada (Flórida Cup). Meses depois de comemorar o título, veio o Campeonato Carioca. É óbvio que as brincadeiras acontecem entre os torcedores, e logo no início do Brasileirão, os torcedores rivais começaram a zombar do Flamengo dizendo que o time comandado por Abel Braga (no início do ano) ficaria no “cheirinho”.

O time disputava o Campeonato Brasileiro, porém oscilava muito na competição. Depois da classificação para a próxima fase na Libertadores, mesmo sofrendo jogando contra o Peñarol, no Campeón del Siglo, o Rubro-negro passou em primeiro colocado, e ainda sim os rivais continuavam a ironizar a temporada do Fla.

A torcida fez pressão sobre o trabalho de Abel Braga, que logo seria demitido. Em sem lugar, a diretoria trouxe Jorge Jesus. Desconhecido no Brasil, o português chegou contestado por muitos torcedores. O novo treinador, de cara, foi eliminado pelo Athletico-PR, nas quartas de final da Copa do Brasil. Com a eliminação, logo vieram as brincadeiras em cima do Flamengo.

Não demorou muito para o técnico implantar sua filosofia e os jogadores abraçarem a nova forma de trabalhar. Restaram poucas semanas para o Flamengo mudar de patamar e começar a mostrar sua força na competição. Jorge Jesus assumiu o Rubro-negro com 8 pontos atrás do então líder Palmeiras. Mesmo mostrando um bom futebol e diminuindo a distância do líder, os rivais continuavam zombando do Fla, mesmo com seu time em situação deprimente.

Nas oitavas de final da Libertadores, todos os rivais eram torcedores do Emelec, porém bateram com a cara no muro e viram o Flamengo passar para às quartas. O próximo oponente foi o Internacional, e adivinham, novamente os rivais foram torcer para o time Colorado, e mais uma vez não adiantou.

Cada vez mais aumentava o número de rivais torcendo pela eliminação do Flamengo, porém o que se via era o time de Jorge Jesus bater em todos os adversários. Na semifinal da Libertadores, contra o Grêmio, todos apostavam numa eliminação, porém, o Flamengo deu uma surra no tricolor gaúcho, ao vencer o segundo jogo por 5 a 0, no Maracanã. A partir daquela partida, mesmo vendo shows atrás de shows, os rivais já temiam por um possível título da Libertadores, e a apreensão era maior.

Contra o River, foi criada até a “RiVasco” (mesmo criado por um rubro-negro para lucrar em cima dos vascaínos), a brincadeira se espalhou nas redes sociais e ganhou destaque no Brasil todo. A grande final da Libertadores teve torcedor rival que não sabia nem a escalação do time, porém, a alegria era secar o Flamengo. Secaram, secaram, mas não adiantou, o Rubro-negro venceu o River Plate por 2 a 1 e se tornou bicampeão da Libertadores da América.

Após conquistar a América, o Flamengo emendou na conquista do Brasileirão, com uma folga enorme para o segundo colocado. O tal “cheirinho” já não fazia mais graça e os rivais sumiram das redes sociais. Sem ter o que falar, torcedores de Vasco, Botafogo e Fluminense já não suportavam mais ver os noticiários de esportes falar de Flamengo.

Os “secadores” guardaram todas as suas coleções de zueiras para o Mundial de Clubes. Todos os rivais fizeram um péssimo ano, tanto que nenhum deles terminaram o Brasileirão entre os 10. Um ano temeroso para o futebol carioca. Como disse anteriormente, a única alegria dos “secadores”, foi a derrota para o Liverpool no Mundial de Clubes. Mesmo o time jogando bem diante dos ingleses.

Será que a única alegria dos rivais será essa? Comemorar a derrota de um time que venceu quase tudo que disputou? Que nível chegamos!

A opinião expressada por mim, não reflete no pensamento do site. Espero que tenham gostado.

Comentários do Facebook