A postura dos brasileiros em Doha impressionou os jornais ingleses. Apesar da derrota, o rubro-negro, que teve 15 chutes (contra 18 dos ingleses) e 53% de posse de bola, foi muito elogiado.

Segundo o Independent, a final “não foi bonita, e talvez tenha deixado alguns jogadores cansados. O gol de Firmino decidiu um jogo nervoso e tenso. E o Flamengo merece muito crédito por isso.”

Apesar do comentário, para eles o resultado foi justo. Apontaram a chance de Lincoln, no último minuto da prorrogação, como a única real de gol do Flamengo. Ainda fizeram de questão de exaltar Bruno Henrique, Vitinho, Rafinha e Filipe Luis.

O “perigoso” Gabriel Barbosa “sofreu para achar espaço dentro da área” e “foi quieto em campo”.

Klopp abraçava seus jogadores, mas a publicação fez questão de pontuar: “Enquanto isso, os jogadores do Flamengo vão para o outro lado do estádio, onde seus torcedores estão reunidos. Eles são recebidos com aplausos entusiasmados. Os brasileiros poderiam ter vencido em outro dia

Comentários do Facebook