Arrascaeta
Fotos: Gilvan de Souza/Flamengo

Às vésperas das duas decisões, porém, o uruguaio sofre com um incômodo no púbis e liga o sinal de alerta no Ninho. E uma estatística relacionada ao meia pode preocupar ainda mais o técnico Dorival Jr.: o número de lesões do camisa 14 no segundo semestre.

Ao longo de sua carreira, o meio-campista sofreu com 21 problemas físicos que o afastaram dos gramados. Desses, 16 ocorreram no segundo semestre do ano. Ou seja, 76% das lesões do uruguaio ocorreram na metade final da temporada.

Na soma de todas as lesões, Arrasca ficou ausente por 249 dias, além de estar de fora de 67 jogos. No próprio Rubro-Negro, suas lesões mais graves foram às vésperas de partidas decisivas.

Twitter: @diego_alarconf

Comentários do Facebook