Foto: Ivo Carvalho/ Sport on Stage

Carlos Carvalhal entrou no radar de Flamengo no início da temporada de 2022. Apesar do interesse, o treinador, que irá deixar o Braga após o término da temporada, preferiu continuar em Portugal. Em entrevista ao diário A Bola, o português indicou que aceitaria o convite do Rubro-Negro, mas o Clube carioca não se mostrou disposto a pagar sua multa rescisória.

Enquanto isso, o convite do Galo foi recusado por conta do compromisso com o Braga. Apesar de não ter acertado com nenhum dos times, Carvalhal não descarta, no futuro, trabalhar no futebol brasileiro.

Flamengo veio a Portugal, mas não havia disposição de pagar, no Brasil não há essa cultura. Percebi cedo que não iria evoluir. Depois apareceu o Atlético-MG, algo real, mas em função do compromisso que tinha com Braga nem sequer vacilei. É possível que possa ir para o Brasil no futuro, sinto crédito dos torcedores e de vários clubes que me procuraram. Tenho uma imagem positiva no País e há alguma expectativa em relação ao que poderia fazer lá. Não faço bluff, sinceramente não sei qual o meu próximo passo”, afirmou.

Vale destacar que um dos motivos do Flamengo ter acertado com Paulo Sousa, logo depois, foi porque o treinador pagou do seu ‘próprio bolso’ a rescisão com a seleção da Polônia. Caso Carvalhal fizesse o mesmo na época, a diretoria teria acertado com o técnico.

Comentários do Facebook