Rodinei
Gilvan de Sousa/CRF

“Os humilhados serão exaltados”! Pois é, esse antigo dito popular e inclusive, bíblico, veio a calhar na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Isso porque o muitas vezes criticado lateral Rodinei, bateu o último pênalti, que deu o tetra da Copa do Brasil para o Flamengo, em cima do Corinthians. Após a conquista, o jogador falou, em entrevista a Rede Globo,  sobre o título e sobre a pressão sobre si na temporada.

“A gente pensa que é fácil essa caminhada (para bater o pênalti), mas é contra o Cássio, que é um dos melhores goleiros do Brasil. Mas eu acredito muito no trabalho, e o que eu vivi nesse clube, por sete anos, não foi fácil. É muita desconfiança, muitas críticas, mas eu soube levar com naturalidade e saber que só com trabalho eu mudaria isso. Não é fácil um jogador ficar no clube todo esse tempo. Eu creio que hoje, foi um dia que papai do céu reservou para mim, falou: “Vai lá meu filho e decide para essa Nação.”

Vale lembrar, que nas cobranças alternadas, Mateus Vital, do Corinthians isolou a bola. Portanto, coube a Rodinei confirmar o tetracampeonato da Copa do Brasil para o Mengão.

Após a conquista do torneio nacional, o Flamengo de Rodinei volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. Isso porque o rubro-negro encara o América-Mg, em Minas, no próximo sábado, às 19h.

Twitter: @diego_alarconf

 

Comentários do Facebook