Fábio Luciano
Reprodução

O fim de semana não foi como o torcedor Rubro-negro esperava. Isso porque o Flamengo entrou em campo na tarde do último domingo e saiu derrotado por 2×0 para o Atlético-Mg, no Mineirão. Após o apito final do confronto, houveram muitas críticas a atuação apagada do rubro-negro. Nesse sentido, o ex-jogador do Flamengo e atualmente comentarista da ESPN, Fábio Luciano, criticou a atitude de alguns jogadores.

O comentarista Em participação no SportsCenter da ESPN, Fábio desabafou:

“Os jogadores têm que escutar algumas verdades, seja do treinador, da comissão, da diretoria… Senão, quem vai falar umas verdades são os torcedores, que vão pressionar e cobrar. Da mesma forma que a gente diz que o Flamengo tem elenco qualificado, eles também veem isso”, disse o ex-zagueiro, que continuou….

“O Flamengo não se entrega. Eu vi o jogo todo, e vi em muitos momentos jogador trotando, deixando pro próximo. João Gomes dava o bote em um e saía pra dar o bote em outro. Se você marca 2, é porque alguém não está fazendo seu papel.”

O comentarista também falou sobre o posicionamento dos jogadores:

“O torcedor olha e pensa: os jogadores estão na posição que eles mais gostam. Mudou o treinador, então não tem mais o problema de relacionamento. Mas o time não consegue render. Pior, o time não se entrega. Isso incomoda ainda mais. A cobrança vai vir em cima disso, do time não ter intensidade e de não ter entendido o tamanho do que o jogo representava”

João Gomes, o único poupado por Fábio Luciano

Fábio Luciano corroborou com muitos torcedores na web, que mesmo revoltados com a derrota não poupou elogios à atuação do volante João Gomes. Para o ex-zagueiro, o jovem jogador foi um dos poucos a se esforçarem dentro de campo.

“Em vários momentos, os jogadores do Flamengo estavam trotando e deixando o lance para o próximo marcar. Em vários lances de ataque do Atlético-MG o João Gomes dava o bote em um, a bola era passada e o João Gomes corria para dar outro bote. Quando um mesmo jogador tem que dar vários combates, é porque alguém não está indo atrás”, apontou.

E finalizou:

“A cobrança vai ter que partir da comissão técnica e da diretoria, que estão acima dos atletas e têm que fazer entender o que representa essa camisa”.

O Flamengo agora vira a chave para a Copa do Brasil. Nesse sentido, o adversário será novamente o Atlético-MG. As duas equipes se enfrentam novamente no Mineirão, na próxima quarta, às 21h30. A partida será válida pelo “ida” das oitavas-de-final do torneio nacional.

Twitter: @diego_alarconf 

 

 

Comentários do Facebook