Quais são os patrocinios do Mengão em 2024 em sua camisa, confira abaixo

Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

O Flamengo, um dos clubes de futebol mais emblemáticos do Brasil, divulgou recentemente os valores de seus patrocínios presentes em sua camisa, revelando uma lucrativa rede de acordos comerciais. Com uma ampla gama de marcas estampadas em seu uniforme, o clube carioca delineou o cenário financeiro que sustenta suas operações.

Pixbet: A Parceria Principal

Encabeçando a lista está o acordo com a Pixbet, que assume o papel de patrocinador máster. Este contrato estipula um impressionante montante de R$ 85 milhões por ano, solidificando a presença da marca nas mentes dos torcedores e espectadores em todo o país.

Adidas: A Relação com o Fornecedor

O fornecedor oficial de materiais esportivos do Flamengo, a Adidas, contribui significativamente para os recursos financeiros do clube, com um contrato valendo R$ 69 milhões anualmente. Essa parceria vai além da simples exposição da marca, influenciando diretamente na identidade visual do time em campo.

BRB: Uma Omoplata de Sucesso

O Banco de Brasília (BRB) assegurou um espaço privilegiado na camisa flamenguista, ocupando a omoplata, com um contrato de R$ 6,2 milhões a cada três meses. Esta parceria ressalta não apenas a presença de instituições financeiras no esporte, mas também a estratégia do Flamengo em diversificar suas fontes de receita.

Mercado Livre: O Impacto nas Costas

Na parte posterior da camisa, o Mercado Livre marca presença com um acordo anual no valor de R$ 21,5 milhões. Esta colaboração evidencia a crescente tendência de empresas de comércio eletrônico se envolverem com o mundo do futebol, aproveitando a enorme visibilidade proporcionada por clubes como o Flamengo.

Kwai, ABC, Assist Card e Tim: As Demais Contribuições

Além dos principais patrocinadores, o Flamengo conta com uma série de acordos menores, mas não menos relevantes. A Kwai, ocupando o espaço da manga, contribui com R$ 10 milhões, enquanto o ABC firma um contrato de R$ 7,1 milhões para estampar sua marca no short. A Assist Card garante sua presença na barra traseira da camisa, desembolsando R$ 8,5 milhões, enquanto a Tim fecha a lista, investindo R$ 7 milhões para ter seu logo nos números das camisas dos demais atletas.