Flamengo-Atlético-MG-Dirigentes-Supercopa
Foto: Reprodução/Isabelle Costa

Hoje (20), o Flamengo enfrenta o Atlético-MG, às 16h, pela Supercopa do Brasil na Arena Pantanal, em Cuiabá. Assim, ambas delegações chegaram ao local da decisão ontem (19). Dessa maneira, no hotel, dirigentes dos dois clubes se alfinetaram.

O presidente do Galo, Sérgio Coelho, e o o diretor de relações externas do Mais Querido, Cacau Cotta, zombaram um do outro sobre as polêmicas nos últimos dias.

“As polêmicas no futebol elas existem. Nos sentimos prejudicados, mas não adianta agora reclamar de mais nada. Agora, é concentrar no jogo de amanhã, nosso time está muito bem preparado”, disse o Sérgio Coelho ao S1 LIVE.

“Quando foi anunciado que a final seria aqui (Cuiabá), imediatamente, cinco minuto após, nós entramos em contato com o hotel que estamos acostumados a nos hospedar nele e eles falaram que não podiam nos receber porque o Flamengo já tinha marcado dias anteriores. Então, se marcaram dias anteriores, foi porque eles sabiam que o jogo seria aqui. O Flamengo sempre usa isso aí a favor dele”, finalizou o presidente.

“Ficar quietinho, mas eles não deixam. Então, o seguinte: Vamos parar de mimimi e vamos pro jogo. Ninguém aqui tá falando dos onze pênaltis que tiveram no Campeonato Brasileiro. Vamos pro jogo, é um jogo só. Quem tiver melhor vai ganhar. Ninguém aqui foi beneficiado ou prejudicado”, rebateu o dirigente Rubro-Negro  ao S1 LIVE.

Vale ressaltar, Atlético-MG e Flamengo estão em hotéis diferentes. Aliás, a hospedagem foi uma das polêmicas envolvidas. O Galo crê que o Mais Querido tenha recebido informações privilegiadas.

Enfim, a decisão da Supercopa ocorre logo mais na Arena Pantanal, e a expectativa é de estádio lotado. Até porque, todos os setores estão esgotados. A prefeitura disponibilizou cerca de 32 mil ingressos, 80% da capacidade total.

Confira as entrevistas na íntegra:

Comentários do Facebook