Foto: Reprodução Facebook
Foto: Reprodução Facebook

Roberto Vieira de Almeida, de 54 anos, agredido por torcedores do Peñarol em abril de 2019, na orla do Rio e estava internado há 10 meses. Familiares confirmaram a morte na madrugada desta quarta-feira. Roberto estava internado há quase um ano depois de sofrer uma pancada na cabeça.

A partida entre Flamengo e Peñarol ficou marcada na vida dos familiares do senhor Roberto. Não pela derrota, mas sim pela perda de um senhor trabalhador e apaixonado pelo seu time de coração. Trabalhando há mais de 40 anos com excursões para jogos, especialmente do Flamengo e outros clubes cariocas, Roberto e um grupo de torcedores estavam na orla de Copacabana quando uma grande confusão entre membros das duas torcidas ocorreu na tarde do dia 3 de abril do ano passado. O capixaba, que tentava apartar a briga, foi atingido com uma cadeira e caiu desmaiado.

Roberto foi levado para o hospital Miguel Couto e foi diagnosticado com traumatismo craniano e ficou em coma. Meses depois chegou a acordar e reconhecer familiares, porém sem expectativas de alta.

Comentários do Facebook