Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo. Foto: Marcelo Cortes
Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo. Foto: Marcelo Cortes

A decisão da corte irritou dirigentes do Flamengo, que foi a campo no sábado e venceu por 1 a 0 o Atlético-MG. Após o fim da partida, Marcos Braz, vice-presidente de futebol rubro-negro, disse que fatos semelhantes ‘não acontecem nem na várzea’, e que o adiamento é ‘ruim para o futebol brasileiro’. Duílio Monteiro, presidente do Corinthians, falou sobre a declaração de Braz.

“Eu entendo, também acho. Nosso time estava em Goiânia. Não viajaram os titulares, mas estávamos, equipe toda, comissão técnica e diretoria, pronto para jogar. Nosso pessoal de rouparia já estava no estádio quando veio a decisão. O Corinthians também não gostou disso, também preferíamos ter jogado, tivemos que retornar num voo à noite, o desgaste existiu”, disse à ESPN.

Comentários do Facebook