Foto: Flamengo

O Flamengo está classificado na Libertadores. Na noite desta terça, o Rubro-Negro venceu a U. Católica por 3 a 0, com gols de Arão, Everton Ribeiro e Pedro. A equipe voltou a fazer um bom jogo tecnicamente e taticamente, com um time bem mais compactado a equipe conseguiu desarmar com linhas altas e infiltrar com facilidade. Hora jogando no 4-3-3 ou 3-4-3, quase todos os jogadores foram bem na partida.

ANÁLISE JOGADORES DO FLAMENGO

| Rodrigo Caio – Em forma é o melhor zagueiro do País. O defensor fez uma ótima dupla de zaga com Pablo. Caio consegue furar linhas tanto infiltrando com velocidade, quanto construindo com um passe. Será fundamental para uma sequência boa na temporada. 8,5/10

| Pablo – Forte e técnico. Pablo está longe de ser apenas um zagueiro que destrói, é um bom passador também. Deu ‘match’ defensivamente com Rodrigo, com mais sequência, essa dupla pode entrosar mais ainda. 8,0/10

| Ayrton Lucas – Bem mais em forma fisicamente, Ayrton fez um grande jogo. Quando teve liberdade, atacou com muita força e explosão, quando a equipe abaixou as linhas, atuou como um terceiro zagueiro e marcando muito bem o último terço do campo. 7,5/10

| Arão – Por escolha do Paulo Sousa, Arão barrou o João Gomes. Apesar de parecer até um absurdo a escolha, o Flamengo não precisa dos 2 em campo, apenas 1 deles, e a escolha do treinador foi o Arão. Acredito que a bola aérea do camisa 5 faz a diferença nessa escolha. 8,0/10

| Andreas – Conseguiu compactar as linhas no meio-campo e ser um elo entre a defesa e o ataque. Andreas correu muito o jogo todo e ainda dá tempo de fazer jus para ficar na equipe após Julho. 7,0/10

| Everton Ribeiro – Aos poucos vem retornando a função de maestro e dividindo a responsabilidade de criação com o Arrascaeta. O camisa 7 faz uma grande Libertadores por aqui e fez mais um grande jogo. ER7 com confiança é um gênio. 9,0/10

| Arrascaeta – Apesar de ter caído no segundo tempo, o camisa 14 fez um bom jogo, mas não em seu nível habitual. O craque prendeu muito a bola em determinados momentos e não foi tão dinâmico. No entanto, Arrasca cumpriu seu papel dando volume e constância pelo lado esquerdo com Bruno Henrique. 6,5/10

| Gabigol – Talvez o que mais destoou da equipe. Apesar de ir bem na construção da jogada, quando Gabi era exigido, deixou a desejar perdendo 3 grandes chances pelo menos. 5,0/10

Há uma esperança no fim! A equipe tem margem para evoluir muito e Paulo Sousa não tem mais tempo para testes. Na última rodada da fase de grupos, o Fla encara o Sporting Cristal, na terça-feira que vem (dia 24), novamente no Maracanã. No próximo sábado a equipe encara o Goiás.

SRN

Twitter: @pabloraphaerua

Comentários do Facebook