Renato Gaúcho - Flamengo - Athletico-PR
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Em entrevista ao SporTV, Renato Gaúcho defendeu o trabalho no Flamengo e afirmou ter vontade de retornar ao Rubro-Negro. Ainda, o técnico, que está livre no mercado, comentou sobre a saída do Mais Querido e criticou a cultura do futebol brasileiro.

“Não tenho queixa nenhuma. Fiquei muito feliz por ter treinado o Flamengo. Espero um dia voltar, até porque acredito que o trabalho foi muito bom, mas infelizmente não conquistamos títulos”, Renato sobre o trabalho e a ambição de voltar.

“Muita gente fala que o Flamengo me mandou embora, mas não foi bem assim. Quando acabou o jogo contra o Palmeiras eu falei que ia sair. Tanto que eu já tinha me despedido dos jogadores no vestiário. Antes da nossa reapresentação eu liguei para o (Marcos) Braz e para o Bruno (Spindel) e falei com eles que independentemente do que o Flamengo estava pensando, eu ia sair”, Portaluppi em relação a saída do Flamengo.

“Nem todo treinador vai ganhar tudo. Comigo no Grêmio foi assim. Ganhei e perdi, mas foram cinco anos de sucesso. Com esse vice da Libertadores e o vice do Campeonato Brasileiro, se fosse na Europa o treinador estaria consagrado. Além disso, ganharia uma sequência. Tanto que meu aproveitamento no Flamengo foi de quase 74%, mesmo com vários jogadores no departamento médico, uma decisão a cada três dias. Mas isso faz parte da cultura brasileira”, finalizou o ex-treinador do Mais Querido.

Renato Gaúcho fez sua estreia no comando do Flamengo no dia 14 de julho do ano passado, na vitória por 1 a 0 diante do Defensa y Justicia. A última partida pelo Rubro-Negro foi contra o Palmeiras na final da Libertadores. Logo, nesse período, o técnico dirigiu a equipe em 38 jogos, sendo: 25 vitórias, oito empates e cinco derrotas. O aproveitamento foi de 72,81%.

Comentários do Facebook