Foto: Flamengo

A postura foi mudada, isso foi peça chave para a virada do jogo. Diego entrou para dar profundidade ao meio que não tinha, e Rafinha foi mais ao fundo para abrir mais a marcação, quando o Flamengo colocou a bola no chão e com tranquilidade, os gols saíram facilmente, vamos às análises:

Foto: Flamengo

| Diego Alves – Evitou o pior, o arqueiro fez 2 grandes defesas no jogo e quase pega o gol que ele sofreu. Fez um 2019 espetacular. 7,5

| Rafinha – Primeiro tempo ficou preso a marcação, no segundo tempo quando obteve espaço para jogar, o lateral foi vibrante e agressivo para atacar, com o Everton produzindo pouco, quando Diego entrou a criação ficou com os 2 jogadores, decisivo para o jogo. 8,0

| Marí – Muito nervoso no jogo, Marí, foi irreconhecível tecnicamente, errou passes que não tem costume em errar. 4,5

| F. Luís – Desde que voltou da lesão, vem caindo de produção, parece que sentiu já a temporada. O lado esquerdo hoje foi o ponto fraco do Flamengo. 4,5

| Gérson – Pouco ativo no segundo tempo, não manteve o nível de suas atuações, até foi bem na marcação, mas o Flamengo precisava mais de Gerson de maneira ofensiva. 5,0

| Everton Ribeiro – Outro abaixo da média, Everton não foi efetivo durante o jogo todo e não conseguiu ajustar o time em momento algum. Faltou um pouco mais de ousadia do camisa 7. 5,5

| Diego – Diego é um dos poucos jogadores do BRASIL, que tem profundidade no passe, de fato, ele é do elenco o único meia central, vide que Arrasca e ER7, caem pelos lados. O Diego Ribas, honrou a camisa 10 e mudou o Flamengo no jogo de hoje, criou e destruiu a barreira do Al-hilal, com passes objetivos e rápidos. 8,0

| Arrascaeta – Um pouco de lucidez do Arrasca no segundo tempo fez toda a diferença, com 1 gol no jogo, Arrascaeta fez um belo segundo tempo e fez Bruno Henrique crescer na partida. 7,5

| B. Henrique – Com a subida de produção do meio-campo, o atacante entrou no jogo e resolveu mais uma decisão. O melhor jogador da América, também quer ser o melhor do mundo. Outro patamar. 8,5

| Gabriel – Até melhorou no segundo tempo, mas queria deixar o dele e isso prejudicou, ansioso, não foi efetivo no jogo de forma geral. 6,0

Jorge Jesus treinou muito bem o Al-hilal, o time deu trabalho e mostrou que pode ser do alto escalão mundial. No sábado o Flamengo precisará repetir a atuação do segundo tempo para pensar em vitória contra o time inglês. Flamengo chegou ao seu momento máximo após 81. A torcida pede o mundo de novo.

Comentários do Facebook