Nesta segunda-feira (17), o contrato do Flamengo com a empresa Konami foi aprovado por unanimidade dos conselheiros do clube. O número exato foi 732 x 32 (4 abstenções) pelo licenciamento da marca, assim como jogadores, uniformes oficias. O Fla tem contrato com a empresa Japonesa desde 2015, renováveis a cada versão do game (1 por ano) no entanto dessa vez os valores foram maiores e pela primeira vez, o Flamengo terá participação nos lucros de um dos modos de jogo apresentados pelo PES.

Arrascaeta representado no PES 2019. Foto: Reprodução

O valor do contrato é de 1,2 milhão de dólares (cerca de R$ 6,5 milhões) que irá até junho de 2023, ou em termos gamer, até o Pro evolution Soccer 2023. O contrato prevê exclusividade dos jogadores do Flamengo no PES. O Rubro Negro  passará a ser considerado “parceiro global” da Konami.

O Flamengo terá direito também a um percentual de 10% da receita do modo “myClub”. O valor fixo será pago pela Konami da seguinte forma:

– 500 mil dólares em 45 dias após a assinatura do contrato;
– 100 mil dólares em 1º de junho de 2021;
– 600 mil dólares em 1º de janeiro de 2022.

Bruno Henrique no PES 2020. Foto: Reprodução

O game FIFA, concorrente do Pro Evolution Soccer, detém os direitos da Libertadores, portanto segundo o contrato da Konami com o Fla, poderá ter sua marca estampada nos concorrentes, desde que siga os contratos da Conmebol.

Para assumir a condição de “Parceiro Global”, O Flamengo concede a KONAMI 5% de espaços utilizados em backdrops utilizados por atletas, 4 placas no Ninho do Urubu, a logomarca da Konami na parte de trás do uniforme de treino e o direito de produzir comerciais com sessões de fotos com no mínimo 4 jogadores do Flamengo ao ano.

Soma-se a isso, que a FLA TV terá que fazer menção ao game de forma semanal e permitir acesso ao ninho pelo menos 3 vezes por ano para captação de imagens.

O game Pro Evolution Soccer 2021 chega por meio de atualização do PES 2020 para PC, PS4 e Xbox one, no dia 15 de Setembro desse ano.

Comentários do Facebook