Adriano Leite Ribeiro, mais conhecido como Adriano Imperador ou também Didico, nasceu em 17 de fevereiro de 1982 no Rio de Janeiro e neste domingo o craque brasileiro completa 38 anos de idade.

Passou toda a sua infância na Vila Cruzeiro e ao longo da carreira como jogador, Adriano se destacou atuando como atacante e principalmente pelos fortes chutes com a perna esquerda. Porém, a inconsistência e as polêmicas fora de campo fizeram com que o jogador não fosse lembrado apenas pelo desempenho dentro das quatro linhas.

Mesmo assim, Didico é muito querido pelos torcedores no Brasil e no mundo. Prova disso são os mais de 3,7 milhões de seguidores no Instagram e as diversas homenagens feitas ao brasileiro hoje, como os tweets da FIFA, UEFA e Flamengo.

Foto: Flamengo

Momentos marcantes da carreira de Adriano

– Em 2000 foi chamado para o time profissional do Flamengo, após início nas divisões de base do clube carioca;

– Em 2001 foi vendido para a Inter de Milão e na estreia marcou um gol de falta no Real Madrid;

– Em 2004 fez 15 gols em 16 partidas pela Inter de Milão, teve a primeira convocação pela seleção brasileira, fez aquele gol no último lance do jogo contra Argentina pela Copa América (conquistada pelo Brasil) e foi eleito o melhor jogador da competição;

– Um mês depois desta conquista, o pai do jogador faleceu e esse momento foi um divisor de águas na carreira de Adriano;

– Em 2005 foi campeão da Copa das Confederações pela seleção, sendo o artilheiro e melhor jogador da competição

– De 2006 a 2008 passou por um momento ruim na carreira e teve depressão por causa da morte do pai;

– Em 2008 voltou ao Brasil para jogar no São Paulo e em 28 partidas fez 17 gols;

– Em 2009 após voltar para Inter de Milão, Adriano abandonou o treinamento, voltou para Brasil e ficou dias sem dar notícia;

– Depois desse episódio, ainda em 2009 o Imperador voltou ao time onde começou a carreira, o Flamengo. Foi Campeão Brasileiro e artilheiro do Campeonato;

– Em 2010, devido a muitas polêmicas, Adriano saiu do clube carioca e foi para Roma, onde não jogou bem e um ano depois o time italiano rescindiu o contrato com o brasileiro;

– Em 2011 foi para o Corinthians e fez apenas dois gols, em oito partidas. Mesmo assim, foi Campeão Brasileiro e marcou um importante gol contra o Atlético Mineiro;

– Em 2012 voltou ao Flamengo pela terceira vez, mas o clube rescindiu o contrato antes dele jogar;

– Em 2013 ficou sem clube e sem jogar;

– Em 2014 Adriano acertou com o Atlético Paranaense, mas jogou somente quatro jogos e o clube também rescindiu o contrato, após faltar em treinos;

– Em 2016 voltou a atuar pelo Miami United e esse foi o último clube que Adriano Imperador jogou.

Durante os anos como jogador, Adriano jogou 381 partidas, fez 173 gols e conquistou 16 títulos nos clubes que passou. Já pela seleção brasileira, fez 48 jogos, 27 gols e conquistou 2 títulos.

Comentários do Facebook