De acordo com o portal UOL, nas palavras dos jornalistas Bruno Braz e Leo Burlá, o Mais Querido tem “paz em campo e discórdia fora das quatro linhas”. Segundo divulgado, o Conselho Deliberativo do Flamengo convocou uma sessão extraordinária para o próximo dia 25, na Sede do Clube, para apreciar o recurso de dois conselheiros contra a decisão que manteve o título de grande benemérito dado ao ex-presidente, Kléber Leite, em 2021.

O recurso é de autoria de Artur Rocha Neto e Tulio Cristiano Machado Rodrigues, ambos conselheiros ligados ao atual presidente Rodolfo Landim, tendo inclusive relações familiares (são primos). O argumento usado contra Kléber Leite é o episódio ocorrido em 2018 quando o mesmo foi suspenso por 10 meses do quadro associativo por improbidade administrativa, referente a empréstimo feito em 1995 no valor de 6 milhões. O resultado foi uma dívida  R$ 61,5 milhões, quitada 22 anos depois, no início de 2017.

Vale lembrar que Kléber Leite foi Presidente do Flamengo de 1995 a 1998 e vice-presidente de futebol de 2005 a 2009. Sua história no Rubro-Negro também ficou marcada por ter sido o responsável pela vinda de Romário, logo após a conquista da Copa do Mundo de 1994.

Sem surpresas, Fla divulga relacionados para pegar o Athletico em Curitiba

SRN

Sílvia Lima

 

 

Comentários do Facebook