Dorival
Gilvan de Souza/Flamengo

Com um time recheado de reservas, o Flamengo venceu o Coritiba, em Brasília, por 2×0. O resultado levou o Flamengo para a sétima colocação no campeonato. Após a partida, o técnico Dorival Júnior falou sobre poupar jogadores e se estaria priorizando competições:

”A nossa principal preocupação é essa aí. Uma lesão em qualquer jogador desses aí, nós os perderemos por 30-40-60 dias. E o objetivo é evitarmos isso. Estamos vindo de dois anos em sequência com jogos absurdos. Isso daí é uma reclamação de todos nós. A hora que acabou o jogo na quarta-feira, era nítido a entrega nossa, dos dois times. Todos perceberam. Usamos dois jogadores apenas daquele dia e que não suportaram a partida, imagina se tivéssemos os onze? Nós respeitamos aquilo que é estudado dentro dos clubes. Ou nós respeitamos isso ou jogamos para fora e colocamos todo mundo em campo. O que quero deixar claro aqui: Nós não abrimos mão de competição nenhuma. Colocamos em campo o melhor Flamengo possível”, disse, o treinador.

O comandante Rubro-Negro ainda falou sobre as bolas paradas da equipe, já que os dois gols do confronto, foram dessa maneira:

”Isso daí complementa aquilo que deve ser criado dentro de uma partida. A bola parada é uma arma que nós temos utilizado da melhor forma. Nossos jogadores tem uma boa definição. Pela sequência, repetição e treinamentos isso daí tem acontecido de uma maneira mais natural. E espero que não pare por aí, que melhoremos a cada momento”, finalizou.

@diego_alarconf

Comentários do Facebook