Filipe Luís
Gilvan de Sousa/CRF

Experiente e com anos de Atlético de Madrid, Filipe Luís rasgou elogios ao seu companheiro Arrascaeta, autor do gol da vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o São Paulo que garantiu a classificação do Rubro-Negro para a final da Copa do Brasil . Na avaliação do jogador, o uruguaio poderia estar em qualquer clube grande da Europa.

“Sobre o Arrasca, sobram palavras para falar dele. É um craque. Eu acho que é muito difícil manter um jogador desse nível tanto tempo no Brasil. Quer seja no Cruzeiro , quer seja no Flamengo. E que queira continuar aqui. Ele se sente identificado com o Brasil, com a torcida, com o clube, isso é um privilégio para nós. Porque o Arrascaeta poderia estar tranquilamente num Barcelona, Real Madrid , Chelsea…Ele é muito acima da média”, declarou o lateral esquerdo, complementando:

“Ele faz a diferença. Ele marca os tempos, os momentos do jogo e, obviamente, quando recebo a bola, a primeira coisa que eu faço é ver onde ele está, e todos os meus companheiros também, porque é um jogador decisivo. Principalmente nesses momentos, é onde ele mais cresce. Onde vemos verdadeiramente quem são os grandes jogadores”.

Momento na carreira

Filipe Luís também falou sobre a felicidade em estar vivendo este momento vitorioso pelo Flamengo:

“O quanto me sinto privilegiado de estar vivendo esse momento. É um grupo muito ambicioso, não perde a fome nunca, seja no Carioca, Taça Guanabara, quer medalha de ouro, quer estar disputando, quer estar nas finais e isso que mais me deixa orgulhoso de estar aqui e me sentir privilegiado. Parece fácil, mas não é. Este ano me sinto um menino por disputar uma final de Copa do Brasil, Libertadores e estar vivo no Brasileiro. Estou aproveitando, desfrutando como nunca, cada jogo e cada treino”.

O Flamengo agora aguarda o vencedor do duelo entre Corinthians e Fluminense, que se enfrentam nesta quinta-feira (15) na Neo Química Arena (SP). No jogo de ida, no Maracanã (RJ), as equipes ficaram no empate em 2 a 2. Uma nova igualdade leva a decisão para os pênaltis.

Twitter: @diego_alarconf

Comentários do Facebook