Diego falando com o pastor Maurício Fragale. Foto: Reprodução Youtube
Diego falando com o pastor Maurício Fragale. Foto: Reprodução Youtube

Diego é visto como ídolo por muitos torcedores. Assim que chegou no Flamengo, antes de usar a camisa 10, o meia usava a 35. Depois de bons jogos como Fla, Diego Ribas herdou o número considerado o maior do Flamengo: a 10 de Zico. Desde então o jogador passou a oscilar. Em entrevista ao pastor Maurício Fragale, o atleta falou sobre como Deus o ajudou a dar a volta por cima.

O craque disse que viveu muitos altos e baixos na vida, mas considera que é preciso fixar os olhos em Deus, para não sucumbir numa vida marcada por coisas passageiras, como a fama e o reconhecimento.

“Deus mudou a minha vida de várias maneiras, mas principalmente na de dar um sentido para tudo isso. Só Deus pode realmente preencher os nossos corações e corresponder às nossas expectativas de uma maneira permanente, porque o sucesso, o reconhecimento das pessoas, realmente é maravilhoso, mas não é permanente. Nós vivemos em altos e baixos. Então, quando a gente fixa o nosso olhar em Jesus, é como se tivesse um alvo, um caminho a seguir, independente das circunstâncias que vivemos”, disse.

Diego, que tem feito um trabalho muito elogiado no Flamengo, campeão brasileiro de 2019, revelou que um versículo da Bíblia, em especial, tem marcado sua trajetória.

“Quando fala em Romanos que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus, essa é uma passagem que me marcou bastante e até hoje, porque nem sempre sai como nós gostaríamos. Então, você se levantar, seguir em frente e tirar uma lição daquelas situações desfavoráveis é algo que eu confesso que sozinho, teria me faltado forças”, acredita.

jogador disse também que, embora não seja muito apegado à religiosidade, suas conversas rotineiras acabam convergindo para Deus.

“Não é um discurso religioso, mas eu falo que quase todas as conversas que eu tenho acabam no mesmo ponto. A gente tem o nosso raciocínio, a inteligência que Deus nos dá, mas nada como a Palavra de Deus, essa crença de que Ele é o nosso criador, Ele tem o melhor para nós e nós temos que seguir esses ensinamentos”.

A entrevista completa pode ser assistida clicando aqui.

Comentários do Facebook