Kenedy-Flamengo-Retorno-Chelsea
Foto: Divulgação/Flamengo

Após a notícia sobre o goleiro Gabriel Batista, já são 10 jogadores do Flamengo de saída do clube em 2022. O arqueiro que tem contrato até o fim deste ano, deve ser negociado  para a Europa. Dessa forma, de acordo com o “GE”, o Mais Querido deve ter uma economia de exatos R$28.602.819,70 por ano.

Outro jogador já deu adeus ao Mengo. Depois de 12 anos, César também está de saída e reforçou o Coritiba.

Confira a “barca” de jogadores do Flamengo:

  • João Lucas (agora jogador do Cuiabá);
  • Bruno Viana (fim de empréstimo);
  • Hugo Moura (emprestado ao Athletico-PR);
  • Vitor Gabriel (emprestado ao Juventude);
  • Piris da Motta (vendido ao Cerro Porteño);
  • Bill (vendido ao Dnipro-UCR);
  • Max (vendido ao Colorado-EUA);
  • Kenedy (de volta ao Chelsea após solicitação do clube inglês).

Assim, os quase R$ 30 milhões de economia se referem a salários, direitos de imagem e encargos que o rubro-negro teria de arcar até o fim dos vínculos dos atletas citados. Somente, Hugo Moura e Vitor Gabriel têm situações diferentes e seus respectivos contratos com o clube rubro-negro são válidos até dezembro de 2023.

Além disso, o Flamengo receberá cerca de R$ 15 milhões com as saídas de Piris da Motta, Max, Bill e João Lucas. Os dois primeiros renderão US$ 1 milhão cada. O ponta sai por 400 mil euros e o lateral-direito por cerca de R$ 1 milhão.

Por fim, quem mais gerava custo aos cofres do Fla era Kenedy. E a saída do atacante não foi opção do clube, que contava com o atleta para 2022. Por causa das seguidas lesões de jogadores no seu time de origem, o Chelsea, Tomas Tuchel pediu o retorno do atleta. O contrato de empréstimo era até o dia 31 de julho.

Comentários do Facebook