Foto: Alexandre Vidal/CRF

Uma confusão envolvendo vários integrantes de Palmeiras e Flamengo aconteceu neste domingo (11), em Brasília, na decisão da Supercopa do Brasil. A discussão aconteceu no túnel que liga os vestiários e o campo. Muitos jogadores reservas do Fla saíram do banco para ver o ocorrido.

Segundo informações do jornalista Pedro Ivo Almeida, a confusão começou quando o auxiliar técnico do Palmeiras João Martins, que havia sido expulso de campo, passou pelo túnel de acesso e provocou os dirigentes do Flamengo.

“Levem logo a taça”, disse o alviverde para o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, que aguardava os minutos finais da partida. O rubro-negro, por sua vez, não gostou do que ouviu e rebateu a provocação. O diretor executivo Bruno Spindel, também rebateu Martins ofensivamente.

Ao se aproximar do auxiliar de Abel e aumentar o tom da voz, dois seguranças do Palmeiras não gostaram do tom do dirigente flamenguista e se envolveram no tumulto. Na confusão, Martins e Braz trocaram socos. Os seguranças também participaram das agressões. Atingido, Braz escorregou na escada do túnel e caiu; no mesmo momento, seguranças do clube carioca se aproximaram. No chão, ele foi novamente atingido.

O vice-presidente do Flamengo foi levantado enquanto atletas, seguranças e dirigentes de ambos os times trocavam empurrões e mais socos. Numa confusão generalizada, funcionários do estádio Mané Garrincha e do estafe da CBF conseguiram apartar a briga e acalmar os ânimos dos envolvidos.

Enfim, a treta!

SRN

@shayennefurtadoreal

Comentários do Facebook
Quer receber notícias do Flamengo em seu celular? Clique aqui para entrar em nosso grupo do whatsapp. Assim você sempre ficará informado(a) com as notícias do Mengão