Departamento Médico do Ninho do Urubu vai cuidar da joia da base - Paula Reis / Flamengo

Na manhã deste sábado (10/2), o Flamengo emitiu uma nota desmentindo a declaração do ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello. Na ocasião, o ex-presidente confirmou em vídeo que os 10 jovens mortos em incêndio no Ninho do Urubu em 2019 retornaram aos contêineres que pegaram fogo depois de já serem transferidos para o local que seria utilizado por eles no futuro, o antigo módulo do futebol profissional .

Leia a nota na íntegra:

“O Clube de Regatas do Flamengo, tendo em vista ilações feitas sobre uma suposta transferência dos menores que residiam nos containers, vem a público declarar que os atletas da base do Flamengo jamais foram transferidos para o antigo módulo profissional, que hoje abriga a base, antes do trágico incêndio ocorrido no dia 08.02.2019, no Centro de Treinamento George Helal.
Qualquer alegação em sentido contrário é enganosa e falsa.
Mais uma vez registramos nossos sentimentos às famílias e nos colocamos à disposição delas.”