Foto: Gilvan Souza

Por Guilherme Ayupp

Foto: Gilvan Souza

O Flamengo recebe nesta quinta o Atlético no Maracanã, no jogo que encerra a rodada 24 do Campeonato Brasileiro. Com cinco pontos de vantagem sobre o Palmeiras, o rubro-negro vive a expectativa de aumentar a distância na ponta, já que o seu principal adversário na disputa pelo título encara o clássica contra o Santos fora de casa. Se vencer o Galo e o Palmeiras perder do Santos, a distância chegará a 8 pontos.

Para fazer a sua parte o Fla conta com um favorável retrospecto no Maracanã contra o tradicional adversário. Nas últimas dez partidas pelo Campeonato Brasileiro, o rubro-negro saiu vencedor em sete. No mesmo período o Galo conseguiu vencer apenas duas vezes: 3 a 0 em 2008 e 2 a 0 em 2015. Ao longo de toda a história do Campeonato Brasileiro, o Fla só perdeu sete vezes do rival em casa. Foram 18 vitórias e seis empates nos 31 duelos.

Flamengo x Atlético é um dos confrontos mais emblemáticos do certame nacional. Para muitos é a principal rivalidade do futebol brasileiro, envolvendo equipes de estados diferentes. Foram até hoje 63 confrontos, com um impressionante equilíbrio: 24 vitórias para cada lado e 15 empates. Além dos mata-matas eletrizantes há duelos com muitos gols de lado a lado.

A maior goleada do clássico pertence aos mineiros: 6 a 1 pelo Brasileirão 2004 em jogo disputado na cidade de Ipatinga, interior de Minas Gerais. A maior vitória do confronto a favor do Fla foi um 4 a 1 pelo Brasileiro 2011, em partida realizada no Engenhão. Além dos grandes públicos que marcam as partidas entre os tradicionais rivais, os gols têm alta média. O Galo marcou 90 e o Fla 79. 169 gols, com uma média de 2,68.

Foto: Alexandre Vidal

O primeiro duelo que marca o início da grande rivalidade foi a decisão do Brasileiro 1980. Após perder no Mineirão por 1 a 0, o rubro-negro fez 3 a 2 no Maracanã e conquistou o seu primeiro título nacional. Seis anos depois pelas oitavas o Galo deu o troco: empate por 1 a 1 no Maracanã e vitória por 1 a 0 em casa.

Em 1987 outro confronto histórico entre os rivais. Na campanha pelo tetracampeonato brasileiro, após uma primeira fase irregular, o Fla cruzou com o Galo nas semifinais. Duas vitórias rubro-negras (1 a 0 e 3 a 2) garantiram o clube na decisão contra o Inter, com show do atacante Renato Gaúcho.

Para buscar a vitória e tentar passar a frente no histórico de confrontos, o Flamengo deve formar com Diego Alves, Rafinha, Pablo Marí, Thuler (Rhodoolfo) e Renê; William Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Vitinho; Bruno Henrique e Reinier.

Comentários do Facebook