Flamengo
Divulgação/CBF

No dia 3 de Novembro, a procuradoria do STJD denunciou o Flamengo. A denúncia, foi por causa de cantos homofóbicos de sua torcida durante a partida contra o Grêmio, no Maracanã, pela Copa do Brasil. Agora, a pena pode ser até ficar de fora da próxima edição do torneio nacional.

A princípio, o caso chegou a Procuradoria do STJD após o Coletivo de Torcidas Canarinhos LGBTQ ter apresentado uma notícia de infração ao órgão. Nesse sentido, teve envio  imagens, mostrado torcedores do Flamengo proferindo os insultos homofóbicos. O clube foi enquadrado no artigo 243-G, que prevê perda de mando de campo e multa de até R$ 100 mil reais.

O Flamengo agora, pode perder mais. Isso porque o Procuradoria do STJD pediu a exclusão do Flamengo na próxima Copa do Brasil. A procuradoria lembrou que em 2014, o Grêmio foi excluído da Copa do Brasil, porque torcedores proferiram gritos racistas.

Vale ressaltar, que o quarteto de arbitragem também foi denunciado. Nesse sentido, em dois artigos, que tratam sobre deixar de cumprir suas obrigações. As penas variam de suspensão de 15 a 360 dias, além de pagamento de multa. Já o inspetor e o delegado da partida podem ter que pagar multa de até R$ 100 mil.

Em suma, o Rubro-negro se pronunciou sobre o caso. O clube pediu desculpas pela atitude de sua torcida e deseja que o enquadro seja no Artigo 191, que trata sobre deixar de cumprir obrigações administrativas, e não no 243-G, que fala sobre atitudes discriminatórias.

Twitter: @diego_alarconf

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui