autistas
Reprodução

O representante de vendas Marcos Felipe Leal, pai de Felipe, de 13 anos, e Gabriela, de 15, ambos autistas, sempre fez questão de contar ao mundo inteiro o amor pelos filhos e a dedicação à causa do caçula. Apaixonado pelo Flamengo , teve na última segunda-feira o estalo para unir suas grandes paixões e fundou a torcida organizada “Autistas Rubro-Negros”.

Reprodução

Veio do Corinthians, adversário do Flamengo na final da Copa do Brasil, a inspiração para homenagear crianças com a mesma condição de Felipe. Em 2 de abril de 2022, foi criada a torcida corintiana “Autistas Alvinegros”, que tem o apoio do goleiro Cássio. Agora foi a vez do vermelho e preto abraçar a causa.

“A ideia surgiu na segunda-feira. A inspiração veio da torcida Autistas Alvinegros, do Corinthians. E também pela história do Cássio, que tem uma filha autista (Maria Luiza). Meu filho, que também é autista, é a inspiração de tudo. Você já tem a coisa na mente, mas às vezes precisa de um estalo. E o estalo veio na segunda-feira”, contou Marcos Felipe, de 47 anos.

Marcos e os filhos, Felipe e Gabriela
Reprodução/Arquivo Pessoal

Em suma, a adesão foi bem rápida, segundo Marcos. O perfil no Twitter recebeu várias curtidas e compartilhamentos. Além disso, vários torcedores do Flamengo com filhos e familiares autistas responderam à página com fotos. A Autistas Rubro-Negros já conta até com grupo no Whatsapp.

Link do Autistas Rubro-negros: https://twitter.com/AutistasRN

Comentários do Facebook