Análise pós-jogo: Flamengo 7×1 Tolima – A volta da alegria, do futebol e do RESPEITO

Flamengo goleou o Tolima por 7 a 1 nesta quarta-feira, onde o técnico Dorival emplacou 4 vitórias seguidas pelo Mais Querido. A equipe cresceu e voltou a ser aquele time que a torcida gosta de ver: pressão alta, intensidade e boas triangulações. Noite perfeita do Mengão!

| Léo Pereira / David Luiz – Dá para igualar as atuações dos defensores do Fla. Seguros e simples, os zagueiros ajudaram nas construções defensivas e ofensivas, Léo parece que ganhou a vaga do R. Caio temporariamente. 7,5/10

| Rodinei – Um dos melhores em campo. Rodinei cresceu muito de produção e ganhou a vaga de titular. Além de uma bela assistência, vem melhorando defensivamente em um time mais compacto. 8,5/10

| F. Luís – Apesar das dúvidas sobre a escalação do veterano, Filipe parece o único da geração 85, que ainda pode agregar ao time. Boa consistência do lateral, Fla bem servido na posição. 7,0/10

| Thiago Maia / João Gomes – A dupla de volantes também obtiveram grande atuações. Os meias conectaram bem as linhas defensivas e ofensivas, articulando bem e compactando o time. Maia 8,0/10

| Everton Ribeiro – Apesar de discreto, Everton foi bem jogando um pouco mais por dentro e dando liberdade para o Gabriel. O camisa 7 atuou quase como um 3° homem do meio e foi bem para fazer o time ter mais criatividade na faixa central. 8,0/10

| Arrascaeta – Atuação de alto nível do craque da camisa 14. Arrasca participou ativamente de 3 gols e fez um ótimo trio com Gabi e Pedro. Se conectam bem os jogadores, se procuram e se encaixam. 8,5/10

| Gabi – A melhor versão do Gabi. Sem reclamar e sem confusões, Gabriel se entregou ao time coletivamente e deu liberdade para o Pedro ser o artilheiro da noite. Mesmo assim, ainda participou de 3 gols da equipe. 9,0/10

| Pedro – Noite de craque, de gênio. Em sua melhor fase da temporada, Pedro viveu uma noite mágica. 4 gols e 2 assistência. Dorival extraiu e soube adaptar bem o centroavante na equipe. 10/10

Falem o que for, mas o único que conseguiu (e vem conseguindo) fazer Pedro e Gabigol jogarem juntos e bem, vem sendo o Dorival. Em todas as oportunidades que os atacantes iniciaram as partidas juntos, geralmente se encontram e tem boas atuações com gols e assistências.

Comentários do Facebook