Manifestações em Lima adiam estreia do Flamengo. Foto: Buda Mendes
Manifestações em Lima adiam estreia do Flamengo. Foto: Buda Mendes

A princípio, nesta terça-feira (5), o Flamengo iria a campo para estreia na Libertadores, contra o Sporting Cristal. A saber, a partida foi marcada no Estádio Nacional do Peru, localizado na capital do país, Lima. Contudo, a onda de manifestações contra o governo peruano pode implicar na não  realização da partida.

Manifestações contra o Governo gera toque de recolher

O Peru, assim como em diversas outras localidades ao redor do mundo, sofre com o aumento constante no valor do combustível. Desde janeiro, os valores da gasolina estão em crescente, o que fez com que a população peruana se manifestasse contra os preços.

Neste momento, o valor do combustível no país latino está em torno de de R$ 6,93.

Diante disso, os peruanos estão indo as ruas protestar contra o Governo e a alta cobrança nos postos de combustíveis e também nos fertilizantes. E, na madrugada de terça-feira, o presidente Pedro Castillo anunciou toque de recolher na capital, Lima.

Segundo o site CNN, grande parte do protesto é categorizado como não-pacífico, e cerca de 4 pessoas morreram em decorrência dos ataques.

Jogo não tem previsão de acontecer

Após o anúncio do toque de recolher, o Ministro da Justiça, Félix Chero, reforçou que a partida deve ser remarcada:

“Vai ter que ser remarcada. Não esqueçamos que em medidas excepcionais existem ações extraordinárias que devem ser adotadas. Um jogo de futebol não pode ter precedência sobre a tranquilidade do país” – disse o ministro.

Isso porque, de acordo com imprensa local, apenas serviços essenciais estão permitidos durante o toque.

Por fim, a partida de estreia do Flamengo na Libertadores não tem previsão para acontecer . O próximo compromisso do Mais Querido será no sábado, em Goiânia, para o jogo contra o Atlético-GO, válido pelo Brasileirão 2022.

Acompanhe o Urubu Interativo no Twitter!

Me siga no Twitter e Instagram!

Comentários do Facebook