Gabigol comemorando após desempatar o jogo de sábado. Foto: Gilvan de Souza
Gabigol comemorando após desempatar o jogo de sábado. Foto: Gilvan de Souza

No sábado (2), o Flamengo venceu o Santos na Vila Belmiro, no placar de 2 a 1. A vitória veio no fim de jogo, com gol de Gabi, que durante a comemoração hesitou em tirar a camisa, mesmo com cartão amarelo recebido aos 70 minutos. A ação de Gabigol foi tema da ‘Central do Apito’.

Durante o programa, o ex-árbitro Paulo Cesar de Oliveira afirmou que a comemoração do camisa 9 deveria ter sido punida. A punição, segundo ele, era com o segundo cartão amarelo, havendo assim uma expulsão do jogador.

A princípio, Paulo Cesar de Oliveira usou a clausula de ‘Comemoração de gols’, onde a regra impõe que o jogador deve ser punido com cartão amarelo quando tirar a camisa ou cobrir a cabeça com a blusa, para defender sua decisão.

Paulo Cesar de Oliveira usou a clausula de 'Comemoração de gols' para defender sua decisão. Foto: Reprodução/GE
Paulo Cesar de Oliveira usou a clausula de ‘Comemoração de gols’ para defender sua decisão. Foto: Reprodução/GE

Ainda de acordo com o ex-árbitro FIFA, Gabigol só não foi punido porque o juiz da partida não foi noticiado do ocorrido.

Confira o vídeo!

Siga o Urubu Interativo no Twitter!

Me acompanhe nas redes sociais: @fabricialjor

Comentários do Facebook