Hugo Souza-Flamengo-Mãe-São Paulo
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Em entrevista ao ge, Hugo Souza revelou que ficou um período sem ouvir os conselhos da mãe e relembrou os erros contra o São Paulo, em 2020, pela Copa do Brasil e na última rodada do Brasileirão. Vale lembrar, na última temporada, o jovem goleiro perdeu o espaço no elenco, tendo sido o terceiro da posição.

Logo, o camisa 45 analisa que esses momentos difíceis ocorreram pelas tentações extracampo, como a fama e o dinheiro. Assim, o atleta diz ter se perdido após ter parado de escutar a mãe. Hoje em dia, ele se arrepende profundamente dessa atitude.

“Se eu não der ouvidos a ela, como fiz um período da minha vida, fica mais fácil de se perder. Nossos pais sempre querem o nosso bem. Você ter um pouco mais de fama e dinheiro aumenta teu ego e, se não souber lidar, acaba deixando as oportunidades passarem. Eu consegui, depois de alguns deslizes, retomar meu equilíbrio.”

“De uma hora para outra a gente fica famoso, tem as facilidades. Essas coisas acabam atrapalhando o verdadeiro foco, que é se manter bem em campo. Acho que isso pode ter acontecido comigo. Me preocupei um pouco demais com as coisas que estavam em volta. Nunca deixei de treinar, de trabalhar, mas essas coisas atrapalham. Mas eu entendi que teria que estar 100% com a cabeça no futebol para dar a volta por cima. Foi o que eu consegui fazer.”

Hugo Souza afirma que a falha no jogo do título do Campeonato Brasileiro foi a mais dolorida. Segundo  ele era uma final e, se não fossem campeões,  tudo cairia nas costas dele. Revelou,também,  que não saberia como iria reagir e suportar toda a pressão.

“Sem dúvida o segundo. O da Copa do Brasil era muito importante, claro, uma competição que essa geração ainda não conquistou. Mas era o primeiro jogo. Infelizmente falhei. O segundo foi doído. Era uma final para nós, estávamos disputando o título. Quando a gente foi campeão, foi um choro de alívio. Cairia tudo nas minhas costas, eu iria tomar pancada de todos os lados. Não sei se suportaria, não sei como seria minha reação.”

Nesse sentido, o arqueiro vê potencial para superar o passado e evoluir mais a questão do jogo com os pés, onde é muito cobrado pelos torcedores rubro-negros.

“Com os erros chegam a insegurança e a desconfiança. Falta a confiança para tentar o passe difícil, o lançamento. O medo de errar faz errar mais ainda. Talvez tenha acontecido isso comigo. Infelizmente, eu fiquei marcado. Eu tenho que ter a cabeça boa agora, retomando a confiança, a fazer o que eu fazia antes das falhas. Foi o que eu fiz nesses últimos jogos. Joguei sem medo de errar e não errei. As coisas aconteceram da melhor forma.”

Twitter: @PerdigaoFellipe

VEJA MAIS:

Gabigol antecipa fim das férias e se reapresenta ao Flamengo uma semana antes

Flamengo encaminha contratação definitiva de Thiago Maia

Para ter Andreas Pereira em definitivo, Fla tenta negociar multa rescisória com o Manchester

Comentários do Facebook