Foto: reprodução twitter
Foto: reprodução twitter

Após conquistar a Libertadores e o Campeonato Brasileiro em um ano, os jogadores do Flamengo entraram para a história. Em especial, Gabigol e Arrascaeta. O rubro-negro Alex Bastos, de 34 anos, e quis homenagear os dois jogadores que ajudaram e muito na conquista dos títulos. Tomado pela felicidade, registrou a certidão de nascimento do filho levando os nomes da dupla do Fla.

Vitor Gabriel Arrascaeta Sant’ana Bastos. Nascido em 22 de novembro de 2019, em Mesquita, no Rio. O nome é uma homenagem ao irmão de Alex, enquanto os sobrenomes fazem referência ao atacante e ao meia do Flamengo. Para registrar o bebê, precisou ter uma conversa com a esposa Maralina Sant’ana, 34, vascaína fanática. Em entrevista ao “O Globo”, o pai disse que ia registrar sem falar com a esposa, mas voltou atrás.

“Eu ia registrar sem falar com ela, mas pensei “poxa, não posso fazer isso”. Ela é vascaína, a família toda dela também, mas no final não acharam ruim. Ela só está falando para vizinhos e professores para não chamarem a criança de Arrascaeta”.

Alex viajou para Lima, no Peru, para acompanhar a final da Libertadores mesmo sabendo que a data coincidiria com o nascimento do seu filho, no Rio. Anteriormente, a criança se chamaria Vitor Hugo, mas a conquista heróica do bicampeonato o fez repensar. Era o momento de homenagear os seus ídolos.

“Fui para Lima com a minha mulher grávida, sabendo que ele ia nascer no período que eu estava lá. Deixei tudo certo para não dar ideia de irresponsabilidade. Estava tudo alinhado, tudo certinho. O nome seria Vitor Hugo, já tinha até enxoval com tudo bordado. Mas veio o jogo… Tinha que botar Gabriel e Arrascaeta. Não podia botar Gabigol porque ia ficar vexatório. Não é nome, é apelido”.

Comentários do Facebook